CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PERNAMBUCO - (CRA-PE)

Páginas

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

ECOCAPITALISMO: O QUE É ISSO?



O termo ecocapitalismo não é novo. Na década de 80, já era motivo de debates, e ganhou maior notoriedade a partir de 1992, com a realização da ECO-92 (Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro, com a participação de representantes de 179 países).

Um dos resultados da ECO-92 foi a elaboração do documento “Nosso Futuro Comum”, que destacou as premissas do desenvolvimento sustentável no que diz respeito a aliar o desenvolvimento econômico ao equilíbrio social e à conservação ambiental. 

Embora o desenvolvimento sustentável, cada vez mais, faça parte do dia a dia das pessoas e do posicionamento das empresas, o tema preservação da natureza ainda gera algumas polêmicas, com algumas pessoas se dividindo em correntes diferentes.

Uma delas é o ecocapitalismo, que tem uma visão um tanto otimista do futuro e que sustenta que os problemas ambientais não são tão alarmantes a ponto de colocar em risco a vida humana. Por isso, defende a exploração dos recursos naturais e a solução dos problemas ambientais por meio de novas tecnologias, que assegurariam a preservação da natureza.

A posição ecocapitalista argumenta que o mercado, como alocador de recursos, é disciplinado por um Estado que atua como guardião ecológico da sociedade, ou seja, o Estado do Bem-Estar Social deve transformar-se no Estado do Bem-Estar Socioecológico. 

Nos últimos tempos, o conceito de ecocapitalismo voltou a ficar em evidência em virtude da TerraCycle, uma empresa que busca ser sustentável desde a origem da matéria-prima dos seus produtos até as embalagens. 

A TerraCycle nasceu como uma transportadora de resíduos alimentares, que seriam removidos e dados a minhocas. O adubo gerado pelos excrementos das minhocas foi um subproduto que acabou tornando-se um produto. Para embalar esse produto, a empresa resolveu utilizar garrafas PET usadas. Desde então, todos os produtos da TerraCycle partem desse princípio: reutilizar resíduos que teriam como destino o lixo. Hoje, a empresa comercializa os mais variados tipos de produtos, desde fertilizantes até repelentes, materiais de limpeza, mochilas, bolsas e materiais de escritório. Todos produzidos ou embalados com garrafas de refrigerante, embalagens de leite, potes de iogurte, embalagens de salgadinhos, sacolas plásticas, jornais, etc.

Um dos fundadores e CEO da empresa, Tom Szaky possui um blog chamado The Eco-capitalist. Nascido na Hungria, largou os estudos em Princeton no segundo ano para fundar a TerraCycle. Tom vem fazendo sucesso como empreendedor. É considerado um “revolucionário verde” e defende que o bom mesmo não é reciclar materiais, mas sim reutilizar lixo como matéria-prima.

No seu livro publicado recentemente, "Revolution in a Bottle” (Revolução numa Garrafa, em tradução livre), Szaky revela os segredos do sucesso da TerraCycle, bem como suas idas e vindas no longo caminho para se tornar uma empresa de produtos de consumo nacional, renomada por criar produtos a partir de resíduos, embalados também em resíduos.

Apresenta ainda, em sua obra, 10 dicas que podem ser usadas por empresários, ambientalistas, homens de negócios, gestores, empreendedores. Conheça as dicas:

1. Não se estuda para ser um empreendedor, você aprende na prática.
2. Quando algo não está funcionando, tente algo novo.
3. Nunca rejeite uma oportunidade.
4. Você precisa vender o ferro de marcar o gado para dar chance a um bife. 
 
Ao vender a sua ideia para investidores, não esqueça o ferro junto com o bife. Se os investidores não estiverem animados, não investirão.

5. Gerencie seu negócio como uma árvore, não como um incêndio.Uma árvore é o melhor exemplo de uma empresa sustentável - vive do sol, do solo e do ar e devolve o que é usado (a maior parte), no final da sua vida. 

6. Veja valor nos resíduos - reutilizar é mais rentável que reciclar. 

7. As pessoas não vão pagar mais pelo verde, por isso não peça. Segundo Szaky, todos querem comprar produtos orgânicos e ambientalmente amigáveis, mas não querem pagar mais por isso. Um dos princípios do ecocapitalismo é que você não deve cobrar mais por seus produtos, e nem precisa, porque eles são feitos a partir de resíduos (mais baratos que materiais virgens). Este é um dos aspectos mais importantes do sucesso da TerraCycle.

8. Não há necessidade de pagar por publicidade quando você pode obtê-la gratuitamente ao contar uma boa história. 

9. Transforme problemas em oportunidades. 

10. Envolva os clientes no desenvolvimento de produtos. Envolva os consumidores na comercialização.

Ao desenvolver novos produtos, Szaky envolve seus compradores diretamente no processo, sabendo que, se estão comprometidos, certamente irão comprá-lo. Cada produto que ele desenvolve resolve um problema de resíduos descrito por um varejista. 

HSM Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário